Moradora de Itaetê vende voto e cobra emprego nas redes sociais

O desabafo da moradora de Itaetê foi nas redes sociais, na última quarta-feira (6), e as acusações envolvem promessas de cargos em troca de voto que não foram cumpridas. Na postagem, uma moradora de Itaetê reforça que expor seria o único meio de ser “ouvida e respeitada por uma classe sem moral”.

A jovem não esperou nem uma semana do mandato do novo prefeito para expor sua cobrança. Ela fala que durante as eleições estava neutra em relação aos candidatos e que sua família já tinha uma escolha, mas após a vender seu voto em troca de um cargo bem remunerado, do atual prefeito, ela o apoiou e convenceu a família a mudar o voto. “Todos sabem que eu estava neutra na política e meu voto sempre foi secreto, mas um cidadão político que por sinal ganhou a eleição, Zenildo Matos, passou em minha casa. Reuni minha família e tivemos uma bela conversa numa linda tardezinha e o mentiroso Zenildo Matos me fez uma ótima proposta de trabalho e que eu iria ser bem remunerada, fiquei entusiasmada e decidi apoiá-lo, convenci minha família inteira a votar nele e olha que foi difícil, porque eram petistas roxos”, declara.

No discorrer da história, a ex-apoiadora do democrata contou que foi até a casa dele para lembrá-lo de sua promessa e que, a priori, ele a tratou como desconhecida. “Agora fui em sua residência para cobrá-lo ele parecia que não me conhecia mais, mesmo assim fiquei aguardando. Depois de esperar bastante relatei a ele sobre nosso acordo e ele olhou para mim e disse que ‘ele sentia muito’ mas o cargo que ele me prometeu ele teve que colocar outro e que foi uma mudança repentina”.

A mulher agora está frustrada e aprendeu que voto não deve ser trocado. Ela aponta e o Jornal da Chapada confirmou com outro morador que “foi muita gente que fechou com ele esperando emprego”. Na publicação é citado nomes de pessoas que também tiveram promessas de cargos nas secretarias. “Ele quis apoio em troca de cargos, oferecia algo que ele sabia que não estaria ao alcance dele. […] a partir de hoje eu serei oposição, me aguarde”, finaliza indignada a jovem. O prefeito foi procurado pela reportagem, mas até o fechamento desta matéria ele não foi localizado.

Fonte/Texto: Jornal da Chapada / Foto: Ilustração



Categorias:ITAETÊ