Sem UTI, 4 pacientes de Ibicoara já morreram no Hospital Susy Zanfretta por COVID-19

O hospital filantrópico Susy Zanfretta em Barra da Estiva atende toda região sul da Chapada Diamantina, desde casos mais simples até graves. Sem medir esforços para suportar tamanha demanda, muitas vezes, a direção e os profissionais do hospital se veem de mãos atadas devido a falta de equipamentos e estrutura para tratar dos casos mais graves. Nesta pandemia, a situação agravou-se e, até agora, já foram registrados quatro óbitos no hospital devido a complicações da COVID-19.

Todos estes óbitos, segundo Secretaria de Saúde de Ibicoara e SESAB, são pacientes do município de Ibicoara. Ibicoara não tem hospital e nenhuma estrutura montada para tratar nem os casos simples da COVID-19; por falta de respiradores, leitos e profissionais capacitados. Este ano, a prefeitura de Ibicoara já recebeu em caixa R$3.802.490,94 do Governo Federal para ações contra a pandemia. De acordo com site da transparência, a prefeitura já gastou R$611.119,06 em produtos e serviços até o dia 30/11. De todo este valor restante, não há nenhuma compra de equipamentos com eficácia comprovada no combate a COVID-19 e, muito menos, alguma doação para montagem de um UTI no Hospital Susy Zanfretta; considerando que ainda há em caixa mais de R$ 3.191.371,88 para ser gasto com a pandemia.

Fonte: PMI / Transparência COVID / SESAB – Foto: Reprodução



Categorias:COVID-19, IBICOARA