Produtor vai acionar MP contra Adab por sacrificar novilhas apreendidas em Tanhaçu

Na última semana, a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) apreendeu três caminhões boiadeiro na região de Tanhaçu, a 76 km de Brumado, com gado clandestino e sacrificou 105 novilhas.

Em entrevista ao site Achei Sudoeste, um produtor rural que não quis se identificar disse que foi uma maldade ter sacrificado os animais apenas por estarem sendo transportados de forma irregular. “Não estou aqui contra o trabalho da Adab, nem contra essa intervenção contra o transporte irregular, mas sim contra o que aconteceu com os animais. É uma crueldade levar mais de 100 novilhas para o abate. Elas poderiam ter sido apreendidas e levadas a leilão. Tenho certeza que seriam arrematadas imediatamente. Isso é um absurdo, inadmissível”, avaliou.

O produtor responsabilizou o veterinário e fiscal da Adab, Clemente Gomes, pela ação.

Segundo ele, a Adab poderia ter apreendido os animais e realizado exames para saber se as novilhas estariam contaminadas com alguma doença antes de partir para o sacrifício.

“Tenho certeza que as autoridades, o Ministério Público e a polícia não têm conhecimento disso. Espero que ele seja punido e as providências sejam tomadas”, afirmou. Produtores rurais da região já estariam se mobilizando para mover uma Ação Civil Pública no Ministério Público para apurar o caso.

Fonte: Achei Sudoeste / Foto: Reprodução

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑