Prisão de Secretário de Rio de Contas abala a campanha da filha e do prefeito

A disputa em Rio de Contas nestas eleições estava acirrada até este momento. Porém, com os desfechos da prisão do Secretário de Governo do município, Adão Alves de Castro, os destinos do resultado das urnas já pode mudar. O atual prefeito Cristiano Cardoso de Azevedo disputa a prefeitura com o ex-prefeito Márcio Farias, que é muito bem visto por todo município. Agora, com a prisão de um dos seus “braços direitos” no executivo local, Cristiano em poucas horas da operação da Polícia Federal vê sua campanha tomar um rumo sombrio. Já a candidata a vereador de Rio de Contas, Haislane Oliveira Alves de Castro, conhecida como Lane de Dr. Adão (filha do preso por porte de arma e irmã da presa pela PF por participar de uma organização criminosa que fabricava e vendia medicamentos falsos) pode ter sido a mais afetada na disputa eleitoral em Rio de Contas. Lane também é casada com o candidato a prefeito de Ituaçu, Phellipe Brito, que também sofreu um baque em sua campanha com a prisão do sogro e da cunhada.

O Secretário de Governo do Município de Rio de Contas (BA), Adão Alves de Castro, foi preso na manhã desta terça-feira (29) por porte de arma de fogo de uso restrito. Durante Operação “Work Out” da Polícia Federal (PF), que tinha como foco desarticular uma organização criminosa que fabricava medicamentos proibidos. Sua filha, que segundo a PF, está envolvida com a organização, também foi presa por envolvimento em grupo que fabricava e vendia medicamentos falsificados. Na revista na casa do Secretário, feita pelas polícias Federal, Civil e Militar de Rio de Contas e Livramento de Nossa Senhora, foi encontrada a arma. Sua filha foi presa e encaminhada pela Polícia Federal para Vitória da Conquista. Já Adão, que é sogro do candidato a prefeito de Ituaçu Phellipe Brito, ficou preso na delegacia de Livramento.
Fonte: G1/ JussiUp / Rádio Sudoeste – Fotos: Facebook reprodução

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑