BDE: SMS quebra protocolos de Saúde ao afirmar que 27 (ou até 32) já se “curaram”

Não é de hoje que o boletim da Secretaria Municipal de Saúde de Barra da Estiva causa espanto aos barrestivenses por sua falta de clareza e discrepância com as normas da OMS e com os dados da SESAB. Desta vez, no dia de hoje (14/07), foi divulgado que 27 pessoas (ao menos) que tiveram contato com paciente confirmada pelo LACEN (RT-PCR positivo) e estavam sintomáticas (“com síndrome gripal”) em quarentena se “curaram”, não estão mais entre os casos em recuperação.

Ontem, o boletim havia divulgado 30 pessoas nesta situação e anteontem, domingo (12/07) haviam 31 pessoas que tiveram contato com paciente com vírus ativo, com sintomas da COVID-19. De acordo com as normas da OMS e do Ministério da Saúde, pacientes com sintomas (mesmo “leves”) devem ser submetidos a teste RT-PCR, já que pode dá um falso negativo no teste rápido, uma vez que o organismo ainda não criou imunidade, ou seja, os anticorpos para o coronavírus.

Foto: Instagram

Neste boletim desta terça-feira (14) o número baixou de 30 para 3 os casos em recuperação. E, também mudou a “nota” na imagem do boletim afirmando somente que “pessoas com síndrome gripal leve em isolamento domiciliar aguardando resultado de exame e período de quarentena para ser encerrado”. Excluindo a informação que se estes 3 casos tiveram contato com paciente confirmada pelo LACEN ou não; dando a entender que pode será a 30 pessoas, de ontem pra hoje, que se “CURARAM” – SEM CONFIRMAÇÃO DO LACEN.

Também na segunda (13) a SMS informou que a paciente confirmada pelo RT-PCR teve a ‘CURA”e cumprido quarentena. Porém, só na quinta-feira (09/07), em vídeo (https://www.instagram.com/p/CCbRPbfHTZv/), que foi divulgado a confirmação pelo Secretário de Saúde pelo exame RT-PCR; segundo Organização Mundial de Saúde – OMS, a paciente deveria ficar até dia 23/07/2020 em quarentena, sendo que sua alta só poderia ser dada por um médico com CRM ativo e, neste caso, se a paciente não estivesse com sintomas. Ainda, poderia realizar um teste rápido para idenficiar o anticorpo IgG, que indica a verdadeira cura (imunidade).

Foto: Reprodução

O teste rápido nesta paciente foi realizado dia 03/07, se a SMS usar este teste como confirmação (o que não precisaria nem fazer o da SESAB – LACEN), a paciente também não poderia ter sido considerada curada já que a quarentena só terminaria dia 17/07/2020. E também precisaria de laudo médico e um novo teste rápido, o que não foi divulgado; na verdade ela saiu da quarentena 4 dias antes das normas internacionais estabelecidas pela OMS.

Foto: Reprodução

Vale também ressaltar que no boletim da SESAB (13/07) a cidade de Barra da Estiva tem 4 (QUATRO) casos confirmados até agora.

Foto: Reprodução

Fonte: SMS / SESAB / OMS / Ministério da Saúde

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑