URGENTE: Presidente Bolsonaro está com a COVID-19

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) testou positivo para o novo coronavírus. O resultado foi divulgado no início da tarde desta terça-feira (7). Ele fez o exame em um hospital de Brasília, na última segunda-feira (6), após apresentar sintomas da Covid-19. Por conta da suspeita, as agendas do chefe do Palácio do Planalto haviam sido canceladas. Por ter 65 anos, ele faz parte do grupo de risco da doença.

Ao chegar ao Palácio da Alvorada na noite da última segunda-feira, Bolsonaro disse a apoiadores que já tinha feito exame nos pulmões durante a tarde e que estava “tudo limpo”. “Vou fazer exame da Covid agora, mas tá tudo bem”, afirmou. Ele apresentou febre e dores no corpo, sintomas da doença. Um apoiador chegou a tirar uma fotografia com o presidente sem o uso da máscara. 

Logo depois, a Secretaria Especial de Comunicação da Presidência informou que o presidente apresentava bom estado de saúde. “O presidente Jair Bolsonaro realizou na noite de hoje, 6, teste de covid-19 em hospital de Brasília. O resultado sairá nesta terça-feira, 7. O presidente apresenta, nesse momento, bom estado de saúde e está em sua residência”, disse a pasta no comunicado.

Testes

Bolsonaro já se referiu a doença como “gripezinha” e “resfriadinho” e que era resistente por ter “histórico de atleta”. Após voltar de uma viagem oficial aos Estados Unidos, ainda em março, ele já havia feito três testes para detectar o coronavírus.  Após uma ação movida pelo jornal “Estado de S.Paulo”, os exames foram entregues ao Supremo Tribunal Federal (STF) porque o presidente dizia que os resultados eram negativos, mas se recusava a divulgar os documentos. 

No entanto, pelo menos 25 membros da comitiva brasileira foram diagnosticados com o vírus. O primeiro a ser detectado foi o secretário de Comunicação da Presidência, Fábio Wajngarten. O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Flávio Roscoe, também foi um dos infectados. 

Bolsonaro tem ignorado a várias recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) desde o início da pandemia. Ele tem participado de manifestações com aglomeração de pessoas, tendo contato físico com apoiadores e também, em diversos momentos, não utilizado máscara de proteção. As medidas são listadas por especialistas como essenciais para evitar a propagação da doença.

Foto: Reprodução

Fonte: O TEMPO

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑