17 casos: Aumento de casos de Covid leva prefeito de Maracás a reeditar decreto

Levando em consideração o crescimento do número de casos de novo coronavírus, com registro de 17 (dezessete) casos confirmados, o prefeito de Maracás, Soya Novaes, resolveu, nesta terça-feira (16), suspender as atividades dos serviços considerados não essenciais no âmbito do Município no período de 17 a 25 deste mês, como forma de tentar conter o avanço da Covid-19.

O novo Decreto também proíbe o funcionamento de todas as atividades de cunho religioso. Embora mantidos, os estabelecimentos do comércio e de serviços considerados como essenciais devem respeitar as recomendações das autoridades sanitárias. O mesmo vale para as empresa que não se enquadram como essenciais e que podem atender o público em regime de delivery.

Ficou mantido que a feira livre municipal funcionará em horário reduzido das 5 horas as 13 horas e apenas com feirantes do Município pertencentes a agricultura familiar local previamente cadastrados. As escolas públicas e privadas permanecerão com suas atividades suspensas até o dia 30 de junho.

”Estamos preocupados com o crescimento do número de casos confirmados da Covid-19 em nossa cidade. Por isso, recorremos, mais uma vez, a essas medidas restritivas para evitar que a doença avance, colocando vidas humanas em risco”, enfatiza o prefeito.

Foto: Reprodução

Fonte: Criativaonline

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑